arnica-beneficios

Arnica: alívio que vem da natureza

A Arnica é da mesma família do girassol, e uma planta bastante conhecida entre os mais velhos por sua ação analgésica e anti-inflamatória. Usada há centenas de anos, é eficaz contra lesões e algumas doenças.

Os benefícios da planta contra dores, inchaço e hematomas são comprovados por diversas pesquisas, inclusive um estudo da Universidade Federal do Paraná (PR). As substâncias responsáveis por tudo isso são a quercitina e inolina.

Hoje, você vai entender melhor as razões pelas quais a Arnica é considerada por muitos um “santo remédio”, que tem várias formas de uso, mas não pode ser ingerida.

Veja os principais benefícios da Arnica

  • Auxilia na cicatrização de feridas (fechadas);
  • combate hemorragias de ferimentos superficiais;
  • ajuda a tratar lesões e distensões musculares;
  • é coadjuvante em casos de rompimento de ligamentos;
  • age em contusões e até reumatismos;
  • pode ser usada para clarear manchas roxas, como edemas e hematomas;
  • ajuda a repelir insetos e amenizar a coceira causada por eles;
  • também é utilizada no tratamento de verminoses, nas irritações de pele e na cicatrização de furúnculos;
  • combate a oleosidade e a queda dos cabelos;
  • em forma de talco, alivia irritações na pele dos bebês;
  • a Arnica ainda é usada como desinfetante de ambientes.

Como preparar e onde encontrar Arnica

  • Compressa de Arnica: ferva água com flores de Arnica, molhe um pano e aplique a compressa nas inflamações musculares ou lesões.
  • Gel de Arnica: pode ser encontrado em farmácias homeopáticas ou casas de produtos naturais. É usado para massagear a área afetada, e possui ação analgésica.
  • Pomada de Arnica: você encontra em farmácias de fitoterápicos ou lojas de produtos naturais. É indicada para fazer massagens nas regiões afetadas.
  • Tintura de Arnica: adicione folhas de Arnica em uma garrafa de álcool para cereal. Deixe em repouso por dez dias. Está pronta a tintura que pode ser usada em contusões, lesões musculares e picadas de insetos.

Arnica: cuidados e contraindicações

Ok, a Arnica é uma planta superpoderosa etc. e tal… Mas é preciso cuidado ao aplicar a erva e seus derivados.

Fazer o chá com as folhas de Arnica em casa pode ser perigoso, já que a planta possui substâncias extremamente tóxicas. Elas são capazes de causar vômito, pressão alta, dores abdominais e fraqueza.

A superdosagem de Arnica pode causar, ainda, náuseas, tontura, tremores, arritmia cardíaca e até aborto espontâneo.

Por isso, o certo é consultar um especialista para saber a dose certa dos remédios homeopáticos, nos quais as tais substâncias são diluídas milhares de vezes.

Outra dica: não tome sol após aplicação de Arnica na pele, pois há risco de reação alérgica e irritação.

Importante! A Arnica é contraindicada para crianças com menos de 3 anos e nunca deve ser aplicada sobre uma ferida aberta.

Conheça mais sobre a Arnica

A Arnica é também chamada de Panaceia-das-quedas, Craveiros-dos-alpes ou Betônica. Mas seu nome científico é Arnica montana.

  • É encontrada sob forma de planta, pomada homeopática ou tintura para uso externo.
  • Para fazer os produtos medicinais, são usadas as flores da Arnica – que não devem ser ingeridas.
  • A infusão delas serve para tratar garganta inflamada por meio de gargarejos, mas jamais deve ser bebida.

Tomadas as devidas precauções, é só aproveitar os inúmeros benefícios dessa planta. Como já dizia a vovó, não pode faltar óleo ou tintura de Arnica em casa. Depois de uma pancada, basta aplicar o produto e, pronto, o alívio vem…

Cuide-se, e até breve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *